Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT)

 

O Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT) é uma unidade acadêmica/administrativa de natureza executiva e consultiva vinculada à Coordenadoria de Pesquisa, desenvolvimento e Inovação para o fomento e o desenvolvimento de inovação tecnológica e propriedade intelectual na Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), visando ao atendimento das metas institucionais relacionadas em seu Planejamento Estratégico.

 

 

Objetivos

 

O objetivo do NIT é fomentar o empreendedorismo, a inovação e a pesquisa de tal forma que o conhecimento gerado na Universidade possa ser aplicado além das fronteiras acadêmicas, gerando resultados que possam ser utilizados pelo setor produtivo e pela sociedade como um todo.

 

 

O NIT tem por objetivos específicos:

 
I.          Aproximar os grupos de pesquisa da UPM e o setor produtivo, incentivando o potencial de inovação e empreendedorismo na elaboração dos projetos de pesquisa;
 
II.         Atuar como elemento articulador para formação de parcerias com agentes externos, bem como estimular a criação e desenvolvimento de empresas spin-off de base tecnológica,  nascidas a partir de tecnologias desenvolvidas por pesquisadores e alunos da UPM;
 
III.        Disseminar a cultura da propriedade intelectual entre os pesquisadores da UPM com a finalidade que os resultados das suas pesquisas sejam protegidos, garantindo maior potencial para a comercialização e o licenciamento das tecnologias de propriedade do Instituto Presbiteriano Mackenzie.

Ao NIT compete:

 

I.          Elaborar e zelar pela manutenção da política institucional de propriedade intelectual;
 
II.         Avaliar acordos, convênios ou contratos a serem firmados entre UPM e Instituições Públicas ou Privadas quanto a observância e se a proporção da propriedade intelectual está equivalente ao montante do valor agregado do conhecimento já existente no início da parceria, dos recursos humanos, financeiros e materiais alocados pelas partes contratantes;
 
III.        Emitir parecer sobre a ciência dos direitos de propriedade intelectual da UPM para que o respectivo inventor possa exercer em seu próprio nome e sob sua inteira responsabilidade esse direito, nos termos da legislação pertinente;
 
IV.        Orientar e zelar para que os pesquisadores, permanentes ou temporários da UPM, cumpram a exigência legal de não divulgar, noticiar ou publicar qualquer aspecto de criações de cujo desenvolvimento tenha participado diretamente ou tomado conhecimento por força de suas atividades, sem antes obter expressa autorização do NIT, com o objetivo de garantir o caráter inventivo exigido para solicitação de direito de propriedade intelectual;
 
V.         Avaliar e classificar os resultados decorrentes de atividades conectadas com os projetos de transferência tecnológica;
 
VI.        Opinar quanto à conveniência de divulgação e promover a proteção das invenções no âmbito da UPM.